O Som das Batidas

4 de jun de 2009


Calma, escuridão, silêncio e solidão, cenário perfeito para ter contato direto com o Grande Eu Sou. Talvez seja porque por apenas um momento você possa olhar dentro de si mesmo e examinar minusiosamente os dilemas projetados na mente criativa.
Talvez seja porque por um instante você sinta seu coração bater e as batidas pareçem querer lhe dizer algo, algo que você vê mas não enxerga.
Você vaga o "mundo" com frequencia, "corre" assiduamente por longos caminhos a procura de soluções e repostas para suas ambiguidades. Enquanto isso a apatia pela vida toma um espaço considerável e nos consome.
O coração bate forte no peito e mais uma vez e você o ignora, ele insiste - bate com mais intensidade, você titubeia. O encontro não é fácil mas impreterível. O encontro ocorre, você o escuta curiosamente, compreende seus anseios, não obtem respostas para os "porques" mas compreende o sentido da palavra "para que". Como mágica os fragmentos unem-se plenamente. ◦
Share/Bookmark

2 comentários:

Herval Junior disse... Responder

Dayane, tem um link seu no blog Associação dos bloqueiros desocupados. Dê uma olhada lá`.É um blog legal e muito acessado aqui em Campos.Abraços pra vc e pro Rafa.

Herval Junior disse... Responder

O link é esse : http://associaodosblogueirosdesocupados.blogspot.com/
No canto esquerdo bem lá embaixo , antes do meu.Ok?

Postar um comentário