Amar é permitir que o outro seja em você

6 de mai de 2011

Um dos maiores crimes contra o ser humano, é exigir que as pessoas sejam as mesmas que foram há um mês atrás por exemplo.  O amor, quando é vivido de maneira natural, tem seu próprio movimento e se conduz para fases diferentes. Então o amor de verdade acaba? Não, mas ele muda de formato, porque o amor é dinâmico.

 Amar é permitir que o outro seja em você, reflita em voce, sinta com você.  O amor se perde quando deixamos de valorizar o mundo em que o outro vive ou quando não sabemos reconhecer as questões do outro como sendo questões de profunda  relevância.

E não é uma tarefa nada fácil, às vezes tudo que queremos é falar dos nossos problemas, de como nos sentimos em relação ao outro, enquanto isso, o outro também tem sem mundo pessoal, ele também precisa exteriorizar de alguma forma seus sentimentos. 

Falta-nos sensibilidade e disposição para ouvir, compreender e ainda assim continuar amando.  

Share/Bookmark

1 comentários:

O Guri disse... Responder

"Então o amor de verdade acaba? Não, mas ele muda de formato, porque o amor é dinâmico ".

Não havia encarado de uma forma tão nítida assim. Achei válido. ;)

http://umgurientregurias.blogspot.com/

Postar um comentário