Esvaziar-se

31 de ago de 2011


Impostos exorbitantes, casas, carros, comida com preços cada vez mais altos. Ricos se tornando milionários, milionários em bilionários onde o debate principal é - "onde investir todo esse dinheiro"

 Todavia, há ainda alguns gastando alguns mil reais em jantares com direito a vinho da safra de 1960. Outros gastam mais alguns mil reais em cirurgias plásticas, na esperança de se sentirem mais aceitos pela sociedade. Já outros investem em mansões de luxo, ilhas privadas, carros importados e assim segue sucessivamente a "ordem natural do mundo"

Mas existe outra vertente, outro extremo, outra esfera. Um mundo que não faz parte, que não pertence. Um mundo onde há abandono, choro, traumas, mágoas. Onde não há agasalho quente para se proteger do frio, onde a cama é só um monte de papelão sujo, onde não há igualdade e a única justiça existente é a justiça das ruas. Sem fé, sem esperança, um mundo terrivelmente invisível para muitos.

Enquanto isso, nós seres humanos, cheios da razão e mergulhados naquilo que achamos ser caridade, sempre falamos com orgulho das instituições que contribuímos com 20, 30 reais por mês. Desculpem-me, mas isso não é o suficiente, nosso dinheiro nunca foi suficiente, sabe por quê? Porque quando se trata do outro, não existe suficiente, não existe “eu já fiz o bastante”. É preciso doar-se,  esvaziar-se. Mas esvaziar-se exatamente do que sua lunática?

Esvaziar-se se si mesmo. Esvaziar-se de preconceitos, rancores, apegos, TUDO. Só assim é possível sentir o outro, só assim é possível se encher com o outro. Só assim é possível encher-se com a verdadeira caridade, mais conhecida pelo nome de Jesus Cristo


Share/Bookmark

1 comentários:

satire and theology disse... Responder

'Empty if yourself. Empty of prejudices, bitterness, addictions, EVERYTHING. Then you can feel the other, just so you can fill with the other. Then you can fill up with true charity, better known by the name of Jesus Christ'

This kind of approach should be a result of being guided by the Holy Spirit. Blessings to you and family, Dayane.

Dr. Kingpin;)

Postar um comentário